Thales De Oliveira Gomes

Análise de negócio - O que é e Características

Análise de Negócio envolve entendimento de como as organizações realizam os seus propósitos e definindo as capacidades que uma empresa requer para fornecer produtos e serviços para seus os clientes (ou stakeholders externos). Inclui a definição de metas, o modo como esses objetivos conectam com objetivos mais específicos, a determinação dos planos de ação que uma organização tem de comprometer-se para atingir esses objetivos e metas e estabelecer a forma como as diferentes unidades de negócio e as partes interessadas internas e externas se interagem. Análise de Negócio pode ser feita para entender o cenário atual da empresa ou servir como base para identificação das necessidades de negócio em si.

Em muitos casos, porém, Análise de Negócio, é feita para definir e validar as soluções que satisfaçam as necessidades de negócio, metas ou objetivos. Onde deve avaliar e sintetizar as informações que são fornecidas por todas as pessoas que interagem com o negócio, tais como clientes, fornecedores, setor de TI, executivos e etc.

A execução da Análise de Negócios foca na compreensão de como a organização funciona e alcança os seus propósitos e na definição de quais capacidades devem ser possuídas para que ela possa prover produtos e serviços que atendam aos seus clientes.

"A Análise de Negócios é o conjunto de atividades e técnicas utilizadas para servir como ligação entre partes interessadas no intuído de compreender a estrutura, políticas e operações de uma organização e para recomendar soluções que permitam que a organização alcance suas metas." (BABOK 2.0)

Este trabalho envolve o apoio à definição e compreensão das metas organizacionais, a compreensão de como essas metas são ligadas aos objetivos específicos, a determinação dos cursos de ação necessários para alcançar as metas e objetivos e por fim, a definição de como as diversas unidades organizacionais e partes interessadas dentro e fora daquela organização interagem.

Em muitos casos, o Analista de Negócio atuará como facilitador da comunicação entre as unidades de negócio.

Todavia a principal aplicação da Análise de Negócios é a definição e validação de soluções que atendam as necessidades do negócio, seus objetivos e metas.

O que é o IIBA?

O IIBA (International Institute of Business Analysis) é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo facilitar o trabalho de profissionais que atuam na área de análise de negócio.

Seja qual for a sua responsabilidade ou levantamento de requerimentos, análise de sistemas, análise de negócio, gerenciamento de projeto, melhoria de processos, o IIBA tem como objetivo facilitar o nosso trabalho.

O que é o BABok® ?

O BABok®(Business Analysis Body of Knowledge), é um guia publicado e mantido pelo IIBA, reconhecido como padrão para as práticas de Análise de Negócio. O guia BABok® descreve as áreas de conhecimentos da Análise de Negócios, suas respectivas atividades e tarefas e as habilidades necessárias para ser eficaz na sua execução.

O guia está relacionado ao alinhado com as praticas descritas no PMBok®, SWEBOK® e CMMI®, TOGAF (Arquitetura Corporativa), ITIL, COBIT, BPM, SACRUM (Método de Ágil) e etc.

Quem é o Analista de Negócio?

“Um Analista Negócio é qualquer pessoa que exerça atividades de Análise de Negócio, não importando qual seja seu cargo, função ou papel”, segundo o Guia BABok.

Os esforços do IIBA visam o reconhecimento do analista de negócios como um profissional de responsabilidades bem definidas, mas isso não quer dizer que para ser considerado membro da comunidade de praticantes seja necessário ter “Analista de Negócios” no seu cartão profissional, basta apenas, executar as atividades presentes no seu escopo.

A Análise de Negócio profissional não incluem apenas as pessoas com o cargo Analista de Negócios, ela também pode incluir Analista de Sistemas, Analista de Requisitos, Engenheiro de Sistemas Corporativo, Analista de Processo, Analista de Produto, Gerente de Produto, Product Owner (SCRUM), Arquitetos de Solução Corporativa, Consultores de Gestão ou qualquer outra pessoa que execute as tarefas descritas no Guia BABok® , incluindo aqueles que exercem também disciplinas relacionadas, tais como Gerenciamento de Projeto, Desenvolvimento de Software, Garantia de Qualidade e etc.

Principais Conceitos

Domínios

Na Análise de Negócios, um domínio corresponde à área específica da análise sendo realizada. Esta área pode corresponder a uma organização inteira, uma unidade organizacional, clientes, fornecedores ou mesmo a interação entre a organização e esses públicos.

Soluções

Para que a organização atenda uma necessidade do negócio, se beneficie de uma oportunidade ou resolva um problema é necessário um conjunto de mudanças em relação à sua situação atual. Este conjunto de mudanças é chamado de solução.

O escopo de uma solução tende a ser mais restrito do que o escopo do domínio no qual ela é implementada (uma mudança nas práticas comerciais de uma organização é mais restrita do que a sua área comercial em si).

O escopo da solução serve de base para a definição do escopo da iniciativa ou projeto destinado a implantá-la.

Cada solução é formada por diferentes componentes de soluções. Cada componente é um método de criação de uma capacidade requerida para que a solução tenha efeito.

Alguns exemplos de componentes de solução são processos de negócio remodelados, estrutura organizacional revisada, regras de negócio, terceirização, aplicações de software / sistemas de informação, redefinição de cargos, políticas comerciais e desenvolvimento de web sites.

No que tange às soluções, cabe à Análise de Negócios o auxílio para que a organização defina a solução ideal para as suas demandas. A solução ideal não consiste naquela que promete os melhores resultados, mas sim, daquela que além de atender as demandas, leva em conta todas as limitações (tempo, orçamento, regulamentos entre outros) sob as quais a organização opera.

Partes interessadas

Uma parte interessada é uma classe de pessoas afetadas pela iniciativa de forma direta ou indireta. As partes interessadas representam pessoas com as quais o analista de negócios irá provavelmente interagir de alguma maneira.

Classes comuns de partes interessadas envolvem o próprio analista de negócios, os clientes, o especialista no domínio do negócio, o usuário final da solução, o especialista na implementação da solução, o desenvolvedor ou engenheiro de software, profissionais de gerenciamento da mudança organizacional, arquitetos de sistemas, instrutores, profissionais de usabilidade, gerentes de projetos, testadores, agências reguladoras, o patrocinador da iniciativa e fornecedores.

Área do Conhecimento

Planejamento e Monitoramento de Análise de Negócio: é a área que abrange conhecimento de como o Analista Negócio determina que atividades que são necessárias, para concluir um esforço de Análise de Negócio. Ela abrange identificação das partes interessadas, a seleção de técnicas de Análise de Negócio, o processo que será usado para gerenciar requisitos e para avaliar o progresso dos trabalhos. As tarefas nesta área de conhecimento governam o desempenho de todas as outras tarefas de Análise de Negócio. Pode ser usada à técnica de modelagem de processo, pode ser utilizada para modelar, definir e documentar a abordagem de Análise de Negócio e detalhar o objetivo para identificar tarefas e partes interessadas, respondendo o que é preciso, o que é preciso fazer, e compreender quem precisa ser envolvido e o que precisa ser feito para monitorar o progresso e coordenar ações de Análise de Negócios com as demais ações do projeto.

Análise Corporativa: descreve como Analista de Negócio identifica as necessidades de negócio, refina , esclarece a definição da necessidade e determina o escopo da solução que será implementada. Esta área de conhecimento especifica a definição do problema, análise, desenvolvimento do caso de negócio, estudo viabilidade e definição do escopo da solução. Juntamente com um Benchmarking, Brainstorming, análise de regra de negócio, grupo de foco, decomposição funcional e análise de causa raiz, para que todos entendam o contexto de porque estar fazendo isso, assim fornecendo um contexto e/ou uma base que permita avaliar todos os desafios e questões futuras.

Elicitação: descreve como o Analista de Negócio trabalha com as partes interessadas, para identificar e compreender as suas necessidades, preocupações e compreender o ambiente que eles trabalham. O objetivo da elicitação é garantir que as necessidades reais dos interessados sejam completamente compreendidas. Para isso a Análise de Documento, Entrevistas, Observação de Campo, Protótipo, Workshop de Requisitos e Questionários servem para elicitar os requisitos de partes interessadas, e do que as partes interessadas precisam, para que possa se descrever as várias técnicas utilizadas para elicitar os requisitos.

Gerenciamento e Comunicação de Requisitos: descreve a forma como o Analista de Negócio devem gerenciar os conflitos, problemas e mudanças. Com objetivo de assegurar que as partes interessadas e a equipe do projeto permanecem em um comum acordo sobre o escopo da solução e como os requisitos são comunicados aos interessados, bem como conhecimentos adquiridos pelo Analista de Negócio é mantido para uso futuro, sendo que a análise de problema, matriz de rastreabilidade, workshop de requisitos deve identificar e gerenciar mudanças, para que todo mundo entende e concorde assim vai gerar um entendimento comum entre as partes interessadas e formalizar o que foi acordado.

Análise de Requisitos: descreve como o Analista de Negócio deve priorizar e elaborar solução de forma incremental para os requisitos, de modo a permitir que a equipe implemente uma solução que atenda as necessidades da organização patrocinadora e das partes interessadas. Isto envolve analisar as necessidades dos interessados para definir as soluções que satisfaçam essas necessidades, avaliar o estado atual da empresa para identificar e recomendar melhorias, bem como a verificação e validação dos requisitos resultantes, com a análise de decisão, de risco, de regra de negócio, decomposição funcional, modelagem de processo, casos de uso e User Stories, para analisar os dados e propor qual a solução deve ser feita, para transforma a necessidade do negócio em capacidades claramente descritas.

Um requisito é:

1. Uma condição ou capacidade necessária para uma parte interessada para resolver um problema ou atingir um objetivo.

Uma condição ou capacidade que deve ser alcançada ou possuída por uma solução ou componente de solução para satisfazer um contrato, padrão, especificação ou outros documentos formalmente impostos.

Uma representação documentada de uma condição ou capacidade como em (1) ou (2)” (IIBA, 2009, p.4)

Avaliação e Validação da Solução: descreve como Analista de Negócio deve avaliar as propostas de soluções para determinar qual a solução melhor atende as necessidades, identificar as lacunas, soluções insuficiências e determinar soluções ou alterações necessárias. Ela também detalha como o Analista de Negócio avalia e distribui as soluções para ver quão bem eles se atendem as necessidades e para que a organização patrocinadora avalie o desempenho e a eficácia da solução, com análise de decisão, de regra de negócio, decomposição funcional, modelagem de processo e casos de uso para assegurar que a melhor solução será escolhida e o que deverá ser feito para avaliar e escolher entre as alternativas qual a melhor opção.

Competências Fundamentais: descreve como o comportamento, conhecimento e outras características que dão suporte ao desempenho efetivo da Análise de Negócio.

Para concluirmos o que é um analista de negocio, sete razões para quem se interessar em se tornar um de nós:

Para enxergar novas oportunidades de negócio;

Para melhor entender as necessidades dos clientes;

Para atender as demandas de negócio;

Para ajudar na execução da estratégia;

Para apoiar e ajudar as equipes a desenvolverem os projetos de negócio;

Para melhorar a performance do negócio e ajudar na otimização dos custos das operações;

Para utilizar a Tecnologia da Informação para criar vantagem competitiva;

Referências

A importância da Análise de Negócio

Disponível em:

http://www.devmedia.com.br/a-importancia-da-analise-de-negocio/29027

Acessado dia 18 de Outubro de 2016

Resumo BABOK 2.0

Disponível em: http://www.analisedenegocios.com.br/resumo-babok-2.html

Acessado dia 18 de Outubro de 2016


Thales De Oliveira Gomes
  • Thales De Oliveira Gomes Técnico de Informática
  • Tenho prazer em obter mais conhecimento e melhorar meu desempenho profissional, estou atuando a mais de 10 anos na área de Informática, e acredito que tenho boa bagagem profissional para qualquer...

Comentários

Ainda não temos nenhum comentário nesse artigo, seja o primeiro :)